renda extra serviço social

Renda extra no Serviço Social – 10 formas para complementar sua renda

Viver no Brasil está cada vez mais caro. O preço do arroz, do feijão, da gasolina, do estacionamento, do transporte público, da água, da energia elétrica, enfim, de tudo aumenta e o nosso salário não (e quando aumenta, não acompanha a subida geral de preços). Cada vez mais, e sabemos que não é um cenário ideal, precisamos fazer mais coisas para gerar renda extra. O post de hoje vai te ajudar com isso, listamos 10 dicas para você fazer renda extra no serviço social.

1. Prestação de serviços

É possível prestar diversos serviços enquanto assistente social, como: ministrar palestras, oficinas, cursos, aulas (no estilo aulão), seminários, realizar perícias para o Poder Judiciário, prestar assessoria, consultoria em matéria de serviço social,  elaborar provas, presidir e compor bancas de exames e comissões julgadoras de concursos ou outras formas de seleção para Assistentes Sociais, dentre outros.

É interessante que o valor cobrado seja semelhante ao estipulado pela tabela de honorários do Serviço Social.

2. Duas ou mais ocupações

A verdade é que a conquista das 30 horas semanais não significa um aumento em nossos salários, muitos acabam por trabalhar 50 horas por semana para ter um salário digno (30 + 20 horas, ganhando, por exemplo R$ 1.500 num e 1.212 em outro emprego).

Eu mesmo, o autor do artigo, invisto em mais de uma atividade. Trabalho mais porque por não sou satisfeito com o salário médio do Serviço Social.

Trabalhar em outra área pode ser uma boa opção também! Distribua currículos para atuar em diferentes áreas (na descrição do vídeo temos bons modelos de currículo), dando preferência para aquelas que têm alguma relação com o Serviço Social.

Existem sites que fazem o intermédio entre empregadores e os candidatos às vagas.

3. Compra e venda de produtos

Comprar e vender produtos pode ser uma ótima opção para ganhos de dinheiro durante uma graduação. Você pode:

A. Comprar coisas pela internet e vender

B. Importar coisas da China (Shopee, Shein, Aliexpress, Ebay etc.) , como estojo de maquiagens, pen drives personalizados etc.

A ideia é observar fóruns e sites de promoções (Pelando, Hardmob, Promobit, Oferta Esperta) para aproveitar ofertas.

Aí você  deve oferecer nas redes sociais, sites de compra e venda ou vender para familiares ou amigos.

Outra opção é entrar na onda do mercado de afiliação e vender produtos de terceiros para amigos e demais interessados.

4. Realização de pesquisas na internet

Alguns sites e aplicativos pagam para que você responda pesquisas patrocinadas.

Ysense já me proporcionou vários dólares há alguns anos. E dá para usar tanto no computador quanto no celular.

Como aplicativo de celular destacam-se os apps Messems e Pinion. Google Rewards é muito bom para quem quer gastar dinheiro na loja do Google Play Store.

5. Frela ou trabalho temporário 

Os famosos “bicos”. Existem bicos disponíveis por aí… Os restaurantes costumam contratar garçons em período de pico, lojas costumam contratar trabalhadores temporários.  Conserto de alguma coisa, corte e costura são formas de ganhar dinheiro. Se uberizar, infelizmente, também é uma opção…

Datafolha, Ibope são institutos de pesquisa que têm uma área nos sites das instituições  que funciona exclusivamente para entrega de currículo. E, sim, costumam contratar bastante com ou sem experiência em pesquisa. 

Existem também vários aplicativos na Playstore ou Appstore para serviços. O Getninjas é um dos mais conhecidos.

6. Programa de Pós-graduação

Além de agregar valor à sua imagem, investir numa pós-graduação expande o seu “network” e, com bolsas (pequenas, bem pequenas, considerando o trabalho e responsabilidade = R$ 1.500 no mestrado e R$ 2.200 no doutorado), você incorpora algum dinheiro no seus rendimentos.

Acreditamos que o ingresso numa residência seja a melhor alternativa. A bolsa é de R$ 4.106,09 (faz o valor recebido por um (a) doutorando (a) ser uma vergonha!!!), o (a) egresso (a) recebe o título de especialista quando concluir e existe uma boa possibilidade de network.

7. Carteiras digitais e Aplicativos de cashback

Existem alguns que apps que devolvem parte do dinheiro de compras realizadas pela internet (cashback). Dá para ganhar algum dinheiro mesmo que você não compre nada. Sabe aquela sua tia, avó, madrinha que quer comprar pela internet e não sabe utilizar? Ajude ela e ganhe uns bons trocados com esses aplicativos.

Ganhos com cashback em Picpay, Dotz, Meliuz, Beruby, acumulando com programas de milhas (utilizando um bom cartão de crédito) são alguns exemplos para ganhos interessantes.

8. Fiscalização de vestibulares e concursos 

A sua universidade, algumas faculdades, o Enem e o Enade disponibilizam editais para contratação de fiscais. Eles pagam por diária e normalmente os vestibulares e concursos públicos ocorrem nos finais de semana, o que possibilita a participação de muita gente.

Vale a pena conferir!

9. Assessoria em trabalhos acadêmicos 

Entende de trabalhos acadêmicos? ABNT? Vancouver? Tem bom conhecimento do padrão culto da língua portuguesa? Se sim, anuncie seus serviços de revisor de trabalhos, preste assessoria em trabalhos acadêmicos.  Muita, mas muita mesma, gente precisa. Use o Facebook,  Instagram, Getninjas, Medium, Hotmart Sparkle Twitter, Olx etc. Vale lembrar! Assessoria não significa autoria. Fazer trabalhos inteiros, assim como comprar, é bastante antiético.

Confira nossos artigos sobre pesquisa e TCC

10. Aulas

Pessoas com ensino superior são, em geral, bem gabaritadas para dar aulas. Você pode dar aula sobre algum conteúdo específico de Serviço Social ou sobre algo que você sabe, como, por exemplo, inglês, espanhol, estatística, economia, artes (sim, as pessoas pagam por isso!). Alternativamente, você pode procurar uma faculdade para dar aula, mas é bem difícil. Hoje em dia a educação, principalmente no que diz respeito ao Serviço Social, está bastante uberizada, com contratos extremamente fragéis para professores, independentemente se é EaD ou presencial (mas o EaD é pior para professores, sem dúvidas).

Bônus: 11. Economizando

A ideia é não ter vergonha de economizar. No Brasil, nós temos uma ideia de que é necessário gastar para ter algum status social. Por isso, muitas pessoas ficam com vergonha de vender ou, mesmo, de economizar, por isso ser, na “cabeça de alguns”, algo depreciativo. Não pense assim! Devemos sempre lutar por direitos coletivos, mas isso não significa que você deve se contentar com um salário de R$ 1.500,00 reais por mês. Você não deve ser escravo (a) de um sistema, tampouco refém de uma ideia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.