O projeto de pesquisa: entenda o passo a passo e garanta o sucesso do seu TCC

Aqui estão algumas dicas (preciosas) sobre o desenvolvimento do projeto de pesquisa. Sabemos que garantir um bom projeto de pesquisa é garantir o sucesso de seu TCC! O esforço dedicado a fazer um bom projeto de pesquisa é o tempo que se economiza com problemas futuros na execução do TCC. Por isso, confira o que separamos para auxiliar vocês!

O que é um projeto de pesquisa?

O projeto de pesquisa é o planejamento (com clareza) do caminho a ser percorrido, das etapas a serem alcançadas, dos instrumentos e das estratégias a serem utilizadas no desenvolvimento do Trabalho de Conclusão de Curso. O primeiro passo é pensar em algum tema que verdadeiramente o interesse e tentar transformá-lo em um objeto científico de estudo. O ponto de partida para a pesquisa e para a organização de um projeto de pesquisa é uma dúvida, ou seja, de uma curiosidade intelectual em responder algo e realizar um estudo. Tenha em mente questões como: Por que quero conhecer “esse algo”? Onde almejo chegar com essa pesquisa? Meu interesse sobre esse tema tem potencial duradouro? É possível investigar esse tema? Tenho os recursos temporais e materiais?

Existe um roteiro padrão de projeto de pesquisa?

Você precisa estar atento ao que a sua Instituição de Ensino e o (a) professor (a) responsável pela disciplina exigem. Porém, em linhas gerais, alguns elementos são obrigatórios em qualquer projeto de pesquisa de graduação em Serviço Social. Confira a nossa sugestão:

Título (tema)
Delimitação do Objeto (problematização)
Categorias de Análise
Objetivos de pesquisa (geral e específicos)
Revisão de Literatura
Procedimentos Metodológicos
Cronograma
Referências bibliográficas

1. O Título

No título, você deve indicar o assunto da investigação. Deve ser bem determinado e elucidar o tema de modo objetivo e preciso.

2. Delimitação do Objeto (Problematização)

A escolha de um tema deve ser acompanhada pela identificação e delimitação de um problema de pesquisa, isto é, um recorte da realidade que representa uma lacuna e uma discussão relevante naquele tema e apresenta potencial para debate. Inicie com uma contextualização geral do assunto, apresente de maneira clara, compreensível e operacional, qual a dificuldade que o trabalho você pretende resolver, limitando seu campo, e apresentando suas características, e lance interrogações a respeito da situação eleita. De preferência, a delimitação do objeto deve ser encerrada com as indagações que motivam o seu processo de estudo.

3.  Categorias de Análise

Significam palavras, termos ou expressões, cujo significado é importante  na composição da pesquisa. Assemelham-se às “palavras chaves” e constituem a matéria-prima da Revisão de Literatura.  As categorias de análise devem trazer uma ideia clara e específica do conteúdo do seu trabalho e do seu campo de pesquisa. Busque conceituá-las, pois assim você evidencia o sentido atribuído a cada categoria.

4. Objetivos

Com base nos questionamentos contidos no final da delimitação do objeto, você formula quais as reais intenções da pesquisa.

Objetivo geral: deve atender ao questionamento central contido no problema.

Objetivos específicos: para cada pergunta de partida contida no final da delimitação do objeto, você formula um objetivo específico. Por exemplo:

Pergunta de partida de número 1: qual o papel no CREAS no atendimento das mulheres em situação de violência doméstica?

Seu objetivo específico então será: compreender qual o papel no CREAS no atendimento das mulheres em situação de violência doméstica.

Sugerimos o uso dos verbos no infinitivo, tais como: pesquisar; Analisar; Desvendar; Conhecer; Possibilitar; Verificar; Avaliar; Explorar; Compreender; Identificar; Averiguar etc.

5. Revisão de Literatura

Na revisão de literatura você deve reescrever a obra ou parte da obra de vários autores que tratem do seu tema e/ou em seus diversos ângulos. Além disso, pode ensejar um diálogo entre os especialistas da temática, parafraseando ou interpretando o conteúdo dos textos lidos. Outro ponto importante: na revisão de literatura é possível e interessante travar diálogos entre autores conflitantes, que de algum modo iluminem seu objeto, desde que mostre segurança na condução do debate e construção da argumentação. Cuidado apenas para não utilizar autores que discordam como se eles concordassem e servissem, em igual medida, para embasar uma argumentação.Além do mais, não confunda revisão de literatura com marco teórico. O marco teórico, a propósito, diz respeito à escolha dos autores, vertentes ou teorias que podem melhor iluminar o objeto de estudo para penetrar na essência do tema investigado.

6. Procedimentos metodológicos

Apresenta os procedimentos e os instrumentos necessários para a análise dos dados; deve descrever a trajetória a ser percorrida para dar forma aos objetivos de pesquisa; não é uma mera descrição formal de métodos e técnicas.

E mais, indique: a natureza da pesquisa; o tipo da pesquisa; o campo de análise; o universo e a amostra; a caracterização dos informantes/sujeitos; o processo de coleta e análise de dados (incluindo a técnica de pesquisa a ser adotada).

7. Cronograma de Desenvolvimento

Define as etapas do desenvolvimento da pesquisa; detalha de acordo com o tempo necessário à sua execução.

8. Referências bibliográficas

Elenca todas as obras até então utilizadas em todo o projeto de pesquisa. Não é tão ampla como a que constará no seu trabalho final de TCC.

E para finalizar, deixamos aqui algumas sugestões de leitura que podem auxiliar vocês na construção do projeto de pesquisa e/ou do TCC:

  • GOLDENBERG, Mirian. A arte de pesquisar: como fazer pesquisa qualitativa em Ciências Sociais. 8. Ed. Rio de Janeiro: Record, 2004.
  • HIRANO, Sedi (Org.) Pesquisa social: projeto e planejamento. São Paulo: T.A.Queiroz, 1979.
  • MARTINELLI, Maria Lúcia (org.). Pesquisa qualitativa: um instigante desafio. 2. Ed. São Paulo: Veras Editora, 2012.
  • GIL, Antônio Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social. 6ª ed. São Paulo: Atlas, 2012. 200 p.
  • SETÚBAL, Aglair Alencar. Pesquisa em serviço social: utopia e realidade. 5. Ed. São Paulo: Cortez: 2013.

Confira todos os nossos artigos sobre pesquisa clicando aqui

Referências Bibliográficas

MINAYO, Maria Cecília de Souza. O Desafio do Conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde.  2ª ed, São Paulo-Rio de Janeiro: HUCITEC-ABRASCO.

MINAYO, Maria Cecília de Souza (org.). Pesquisa social: teoria, método e criatividade. 34. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2014. (Coleção temas sociais).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.