Graduação, Especialização, Mestrado e Doutorado

Graus acadêmicos – Diferenças entre Graduação, Especialização, Mestrado e Doutorado

Muitos estudantes estão ingressando no ensino superior. Por isso, a tendência é que mais pessoas procurem aperfeiçoamento nos graus acadêmicos. Então, preparamos um post sobre graduação, especialização, mestrado e doutorado, para que não haja mais nenhuma dúvida quanto aos significados e suas distinções.

Graduação

Os cursos de graduação – ou de educação superior – conferem diplomas e são destinados a candidatos que tenham concluído o ensino médio ou equivalente e tenham sido classificados em processo seletivo, conferindo os graus de Bacharelado, Licenciatura ou Tecnologia. O bacharelado, segundo o Ministério da Educação, é o curso superior generalista, de formação científica ou humanística, que confere ao diplomado competências em determinado campo do saber para o exercício de atividade profissional, acadêmica ou cultural, com o grau de bacharel.

Já a Licenciatura confere ao diplomado competências para atuar como professor na educação básica, com o grau de licenciado.  Quanto ao tecnólogo, o aluno conta com formação especializada em áreas científicas e tecnológicas, que conferem ao diplomado competências para atuar em áreas profissionais específicas, caracterizadas por eixos tecnológicos, com o grau de tecnólogo.

PresencialModalidade de oferta que pressupõe presença física do estudante às atividades didáticas e avaliações
À distânciaModalidade educacional na qual a mediação nos processos de ensino e aprendizagem ocorre com a utilização de meios e tecnologias de informação e comunicação, com estudantes e professores desenvolvendo atividades educativas em lugares ou tempos diversos
Há ainda duas modalidades de graduação.

Quanto à forma de ingresso, é feita por meio de vestibular, ENEM, e também por outras formas que dispensam processo seletivo – estudante que efetiva a matrícula no curso na condição de portador de diploma de curso superior ou em virtude de mudança de curso dentro da mesma instituição, transferência de outra instituição, ou acordo internacional, por exemplo.

A maioria dos cursos de graduação (bacharelado ou licenciatura) tem duração mínima de 8 semestres – 4 anos, mas esse período varia conforme o curso e a grade curricular. Já a modalidade tecnólogo pode durar entre dois e três anos. Para eventuais dúvidas, sugerimos a leitura da PORTARIA NORMATIVA Nº 40, DE 12 DE DEZEMBRO DE 2007 do Ministério da Educação.

Especialização e MBA

São cursos classificados no tipo de pós-graduação lato sensu e oferecidos por instituições de educação superior devidamente credenciadas.

A especialização tem por objetivo informar, capacitar e atualizar profissionais que já atuam no mercado de trabalho (ou pretendem a inserção), conferindo habilidades específicas a determinada área de atuação. As especializações devem ter duração mínima de 360 (trezentos e sessenta) horas. O produto final pode ser a elaboração de monografia ou trabalho de conclusão de curso, que pode ser um projeto de pesquisa ou artigo científico – fica a critério da Instituição.

Apenas portadores de diploma de curso superior podem ser matriculados em cursos de especialização. Além disso, cada instituição vai definir os critérios e etapas do processo seletivo, que pode ser constituído de análise curricular, entrevista, prova. Na especialização, o aluno se depara com um formato similar ao de um curso de graduação, ou seja, com aulas teóricas, práticas, seminários. Ao final, o aluno recebe a certificação de especialista.

Mestrado e Doutorado

São classificados na modalidade de pós-graduação stricto sensu. Em um passado recente, eram recomendados para profissionais que desejavam seguir a carreira acadêmica, isto é, atividades de pesquisa e docência nas instituições de ensino superior. 

O Parecer CES/CFE 977 de 1965, cujo relator foi Newton Sucupira, define a pós-graduação stricto sensu – mestrados acadêmicos e doutorados. Mestrado e doutorado devem ter as seguintes características:

  • Ser de natureza acadêmica e de pesquisa e, mesmo quando voltado para setores profissionais, ter objetivo essencialmente científico.
  • Parte integrante do complexo universitário, necessários à plena realização dos fins essenciais da universidade. Sendo assim, o documento estabelece que além dos “interesses práticos imediatos, a pós-graduação tem por fim oferecer, dentro da universidade, o ambiente e os recursos adequados para que se realize a livre investigação científica e onde possa afirmar-se a gratuidade criadora das mais altas formas da cultura universitária.”

mestrado costuma ter duração mínima de 12 (doze) meses e máxima de 24 (vinte e quatro) meses. A carga horária e o número de créditos variam conforme as legislações e normas do Programa. O trabalho final é a Dissertação. É oferecido para candidatos que disponham de graduação, nas áreas definidas pela normativa específica de cada curso ou programa, podendo ser Acadêmico ou Profissional.

O Mestrado Acadêmico tem como prioridade formar docentes para o magistério superior e preparar para a pesquisa.

Já o Mestrado Profissional tem como prioridade a qualificação de profissionais para o desenvolvimento socioeconômico, científico-tecnológico e cultural do país, de natureza não diretamente acadêmica. O Mestrado Profissional goza das mesmas prerrogativas do Mestrado Acadêmico, isto é, o título obtido em um Mestrado profissionalizante dá os mesmos direitos, em termos de carreira acadêmica, do que os usufruídos por detentores de mestrados ditos acadêmicos ou científicos. Sugerimos a leitura das Portarias MEC Nº 389, de 23 de março de 2017 e  CAPES Nº 131, de 28 de junho de 2017 que regulamentam o Mestrado Profissional.

Quanto ao doutorado, é oferecido para candidatos que tenham de graduação ou mestrado, conforme exigência do curso ou programa, nas áreas definidas no regimento específico. O Doutorado tem como prioridade a formação de pesquisador e, normalmente, tem duração mínima de 24 (vinte e quatro) meses e máxima de 48 (quarenta e oito) meses. O trabalho final é a tese.

O processo de seleção para cursos de mestrado e doutorado constitui-se, geralmente, das seguintes etapas: prova escrita, análise do projeto de pesquisa, prova de títulos, defesa oral do projeto de pesquisa, prova de conhecimento em língua estrangeira. Vale lembrar que essas fases variam de acordo com o regimento e edital de cada Programa de Pós-Graduação.

Temos uma série de artigos que podem te ajudar a fazer um ótimo projeto para ingresso em mestrado ou doutorado. Acesse clicando aqui.

Deixe uma resposta