Menu fechado

Entenda as diferenças entre plano, programa e projeto

O ato de planejar enquanto um processo político é complexo e requer um referencial consistente. Como profissão interventiva na realidade social, é acentuada a importância do planejamento para o Serviço Social.  

Seja para imprimir maior qualidade ao trabalho cotidiano do (a) assistente social ou para subsidiar estudos para concursos e/ou seleções, elegemos o tema “Planejamento” para o post de hoje. A definição-chave trata das principais distinções entre plano, programa e projeto, com base no livro “Planejamento Social: intencionalidade e instrumentação”, da autora Myriam Veras Baptista. A obra é fundamental para os “concurseiros” e para os profissionais já formados que atuam no âmbito das políticas públicas e/ou instituições privadas.  

PLANO 

É mais abrangente e geral; 

Deve contemplar as linhas políticas, estratégias e diretrizes; 

Marco de referência para estudos setoriais e/ou regionais para subsidiar a elaboração de programas e projetos específicos; 

Deve sistematizar objetivos e metas; 

Deve contemplar os tipos e a magnitude dos recursos humanos, físico e instrumentais indispensáveis, acompanhados, sempre que possível, de cronograma; 

Deve atribuir responsabilidades de execução, controle e avaliação dos resultados; 

Deve especificar as fontes e/ou modalidades de financiamento; 

Maior nível de agregação de decisões. 

PROGRAMA 

É o desdobramento do plano; 

Os objetivos setoriais do plano constituirão os objetivos gerai do programa; 

Permite projeções mais detalhadas; 

Deve conter a estratégia e a dinâmica de trabalho a serem adotadas para a realização do programa; 

Contempla as atividades e os projetos que comporão o programa, bem como os recursos humanos, físicos e materiais a serem mobilizados. 

PROJETO 

Sistematiza e estabelece o traçado prévio da operação de um conjunto de ações; 

Proposição de produção de algum bem ou serviço, com emprego de técnicas determinadas, com a finalidade de obter resultados definidos em um período temporal específico e conforme limite de recursos; 

É a menor unidade do processo de planejamento; 

Executa empreendimentos mais específicos; 

Deve haver simplicidade e clareza na redação; 

Descreve cada operação da ação; 

Menor nível de agregação de decisões. 

EM SÍNTESE: As diferenças básicas que podemos firmar entre plano, programa e projeto estão situadas naquilo que concerne ao nível de agregação de tomada de decisões e, também, ao maior ou menor grau de detalhamento das operações de execução.  

Conteúdo Recomendado

Precisa de dicas sobre empregabilidade ou quer dois modelos de currículo atualizados? Clique aqui e confira na descrição do vídeo

Confira clicando aqui 42 sites com cursos e certificados grátis para você turbinar o currículo

Quer ficar por dentro de tudo no Serviço Social? Confira nossos grupos do Whatsapp e Telegram clicando aqui.

Confira nosso vídeo sobre 10 requisitos básicos para ter sucesso na carreira em Serviço Social

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *