Menu fechado

Cinco livros sobre feminismos que todo/a assistente social deve ler

O feminismo tem como objetivo acabar com a opressão sexista. Seu objetivo não é beneficiar apenas um grupo específico de mulheres, uma raça ou uma classe social de mulheres em particular. E não se trata de beneficiar as mulheres em detrimento dos homens. O feminismo continua sendo uma das fontes mais poderosas de justiça social e, considerando a arena de debates entre pontos de vista diversos e conflitantes e a incorporação das diferenças nas relações de poder vivenciadas entre mulheres que abrigam interesses diversos e até contraditórios, deve ser pensado no plural. 

Os estudos feministas formam um campo de contínua expansão, afirmação e resistência. Assistentes sociais precisam estar atentos às questões importantes referentes aos feminismos. Para tanto, listamos abaixo livros imprescindíveis.  

1. Teoria feminista: da margem ao centro  bell hooks 


Crítica, propositiva e detentora de uma linguagem simples e acessível, Bell hooks defende uma revolução feminista que transcenda reformas, com enfrentamento das ideologias do sexismo, do racismo e do capitalismo. A autora tece críticas aos problemas ainda atuais do feminismo, que costuma ser branco, de classe média, acadêmico, heteronormativo e desigual. 

Clique aqui para mais informações

2. O feminismo é pra todo mundo – bell hooks

bell hooks traz um manifesto em prol da popularização do movimento feminista, tendo como referencial a construção da justiça social, que demanda a compreensão da luta feminista como reivindicação de direitos. 

Clique aqui para mais informações

3. Gênero, neoconservadorismo e democracia: disputas e retrocessos na América Latina  Flávia Biroli, Maria das Dores Campos Machado, Juan Marco Vaggione

Obra muito atual e fundamental à ação política. Os autores mobilizam um arcabouço teórico que prepara leitoras e leitores para adentrar uma sofisticada análise do que chamam de neoconservadorismo. O livro oferece um mapa que permite situar as tensões e os campos de disputa travados a partir dos avanços conquistados pela ação dos movimentos feministas e LGBTQIA+.  

Clique aqui para mais informações

4. Pensamento feminista brasileiro: formação e contexto – Heloísa Buarque de Hollanda


A organizadora da obra, Heloísa Buarque de Hollanda, reúne as contribuições que emergiram entre os anos 1970 e 1990, e seus reflexos ainda no começo do século XIX – contribuições que pavimentaram o caminho para a consolidação de um pensamento feminista no Brasil a partir do empenho e do trânsito entre a militância, a política e a universidade. 

Clique aqui para mais informações

5. Empoderamento – Joice Berth


A autora apresenta a Teoria do Empoderamento a partir das reflexões de teóricos que hoje se dedicam ao tema. São pensadores que entendem empoderamento como a aliança entre conscientizar-se criticamente e transformar na prática, algo contestador e revolucionário na sua essência.

Clique aqui para mais informações


Clicando aqui você confere 10 sites com material gratuito para leitura.

Confira também 6 livros sobre gênero que você precisa ler

Compartilhe e siga @portaldoss nas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *